Categoria: Beleza

Eliminar as rugas na testa: que tratamentos existem?

Eliminar as rugas na testa: que tratamentos existem?

As rugas na testa são conotadas com a idade, mas é cada vez mais frequente vê-las em pessoas jovens. É por isso natural que cada vez mais pessoas contactem dermatologistas e clínicas de estética à procura de saber como eliminar as rugas na testa. Os tratamentos disponíveis são hoje em dia de fácil administração e elevada eficácia, passando pelo preenchimento de rugas e pela injecção de bactéria botulínica (Botox). Deste modo, encontrar um dermatologista competente trará benefícios para a sua pele que transcendem a mera estética.

Quais os tratamentos para as rugas na testa?
A aplicação de injecções de toxina botulínica (mais conhecida como Botox) é o tratamento mais frequente para as rugas na testa e deverá ser efectivo na maioria dos casos. Porque as linhas de expressão na testa surgem através da actividade muscular, o Botox funciona através de uma acção limitadora da contracção muscular que provoca as rugas, atenuando-as.

Em particular, no caso de rugas mais profundas, o Botox será coadjuvado com procedimentos como os peelings e a utilização de preenchimentos. No primeiro caso, o peeling destina-se ao rejuvenescimento da epiderme, cuja renovação dos tecidos atenuará ainda mais as rugas.

Saiba mais: Proteína asiática funciona

O que são preenchimentos de rugas?
Finalmente, o preenchimento de rugas funciona através da injecção dos chamados fillers, produtos que se destinam a restaurar o volume perdido por tecidos enrugados ou com pregas. Actualmente os fillers semi-permamentes caíram em desuso, substituídos pelos temporários de absorção progressiva como é o caso do ácido hialurónico. Este é um ácido presente no organismo humano, e por isso a sua administração não apresenta qualquer risco para o organismo.

Finalmente existem os bio-estimulantes como a poli-capronolactona ou o ácido poliláctico. Estes materiais funcionam através da estimulação dos fibroblastos dérmicos para levarem à produção de colagénio, essenciais à manutenção da elasticidade dos tecidos.

Conheça cada uma das vantagens do tratamento preventivo das rugas na testa.
Embora a maioria das pessoas só com o avançar da idade procurem um tratamento para as rugas, assistimos hoje em dia à procura cada vez mais precoce destes tipos de tratamentos. Se ainda é jovem e já se sente incomodado pelas rugas, não deve sentir-se mal por isso. Longe de ser frívolo, o tratamento precoce das rugas na testa tem efeitos a longo prazo e é menos agressivo que o tratamento das rugas já instaladas.

Como a injecção de ácido hialurónico auxilia à hidratação dos tecidos e repõe a sua elasticidade, enquanto o Botox relaxa os músculos responsáveis pelas rugas na testa, o período durante o qual o tratamento actua e até que este perca o seu efeito corresponderá a um período de descanso e rejuvenescimento dos diversos tecidos afectados. O processo de surgimento de rugas na testa será retomado, mas terá ganho tempo na sua instalação.

Spa dos pés: especialista ensina truques para evitar ressecamento, calo e bolha

Spa dos pés: especialista ensina truques para evitar ressecamento, calo e bolha

Veja como cuidar dos pés para evitar ter problemas como calos, bolhas e ressecamentos
Frequentemente andamos com os pés em contato direto com o chão e os cuidados com esse membro acaba ficando esquecido. Isso pode acabar provocando problemas como ressecamento, calo e bolhas, que podem ser evitados quando uma rotina de tratamento é estabelecida. Em entrevista para o Purepeople, a manicure Tula Ferreira ensina alguns truques essenciais para quem convive isso
Algumas mulheres se preocupam com a saúde das unhas das mãos, buscando fortalecê-las, mas muitas se esquecem que os pés também precisam de cuidados até mesmo para evitar o encravamento de unhas, que acontece com mais frequência nessa região. Além disso, bolhas, calos e ressecamentos são comuns quando o assunto é a aparência dos pés, mas é possível melhorar essas características e, inclusive, evitá-las! Em entrevista para o Purepeople, a manicure Tula Ferreira esclarece a melhor maneira de tratar esses problemas e revela como é possível amenizá-los apenas revendo certos hábitos.

Leia também: pé ressecado causa

Olheiras nunca mais! Especialista ensina como escondê-las usando só maquiagem
Olheiras nunca mais! Especialista ensina como escondê-las usando só maquiagem
Prepare o cabelo para o verão! Especialista ensina dicas essenciais para estação
Prepare o cabelo para o verão! Especialista ensina dicas essenciais para estação
Óleos essenciais no cabelo! Especialista ensina truques para recuperar os fios
Óleos essenciais no cabelo! Especialista ensina truques para recuperar os fios
RESSECAMENTO DEVE SER TRATADO DIARIAMENTE: ‘O IDEAL É TER UMA ROTINA’
Assim como os cuidados de beleza propostos pelas coreanas, os pés também precisam de dedicação diária para que não fique desidratado, provocando o ressecamento. “O ideal é ter uma rotina de cuidados como, por exemplo, fazer um escalda-pés hidratante semanalmente, além de usar um hidratante à noite”, recomenda a especialista, citando uma prática própria para tratamento da área, ao dar outras soluções: “Evite sapatos duros, prefira os macios e com meias.”

CALOS PODEM MELHORAR COM TRUQUE: ‘ESFREGAR UM POUCO COM PEDRA POME’
Pedras e minerais são frequentemente utilizados em máscaras para a pele e em tratamentos de beleza, mas também podem ser aproveitados para a recuperação da aparência dos pés. “O ideal é sempre procurar uma podóloga, mas pode tentar melhorar mergulhando o calo na água morna, esfregar um pouco com pedra pome e aplicar creme hidratante na região do calo”, sugere a profissional do Jacques Janine Rio Sul ao complementar: “Coloque um curativo na região e use meias confortáveis que não apertem.” Fora isso, é preciso rever certos costumes para não ter que lidar com esse problema. “O uso de sapatos inadequados e a repetição de atividades são os principais causadores dos calos”, aponta a manicure ao exemplificar: “Andar por muito tempo e rápido colabora, então use sempre sapatos bem confortáveis ou com meias, além de evitar andar descalço.”

BOLHAS NÃO DEVEM SER ESTOURADAS: ‘O IDEAL É ANDAR MAIS DESCALÇO’
Diferentemente das recomendações para evitar micoses nas unhas, quem sofre com bolhas deve andar mais com o pé em contato direto com o chão. “O ideal é andar mais descalço e menos com meias. Coloque um curativo sobre a bolha para evitar fricção, caso se precise usar um sapato”, relata Tula ao aconselhar: “A melhor forma de tratar é reduzindo a pressão nos pés e evitando que estoure. Não tente estourar!” Outras dicas podem ser importantes: “Invista em uma bota ou tênis confortável e de qualidade. Escolha corretamente o tamanho do calçado e use protetores nos pontos mais sensíveis.”

6ª Virada da Pele Saudável oferece atendimentos Criada em 2013

6ª Virada da Pele Saudável oferece atendimentos Criada em 2013

iniciativa tem como objetivo ampliar acesso da população a diagnóstico e tratamentos, além de disseminar conhecimento sobre doenças de pele

A pele é o maior e mais versátil órgão do corpo humano. Com aproximadamente dois metros quadrados de área e contribuindo com mais de 15% do peso corpóreo total, ela é responsável por várias funções, como regular a temperatura corporal, reservar nutrientes, detectar estímulos e impedir a entrada de substâncias no organismo. Apesar de ser comumente associada a questões estéticas, é grande o número de doenças que atinge a pele: são centenas, sendo melasma, psoríase, vitiligo, dermatite, urticária e câncer algumas das mais conhecidas.

Com o objetivo de reforçar a importância da visita ao dermatologista para diagnosticar, precocemente, as doenças de pele, assim como ter acesso aos tratamentos e procedimentos adequados, as Faculdades BWS e a Associação Pele Saudável realizam, nos dias 18 e 19 de setembro, a 6ª edição da Virada da Pele Saudável. Serão 36 horas ininterruptas de atendimentos dermatológicos gratuitos, incluindo procedimentos e cirurgias.

Leia também: Pele saudável dicas

De acordo com a Dra. Seomara Passos Catalano, dermatologista e coordenadora do curso de pós-graduação em dermatologia das Faculdades BWS, a Virada da Pele Saudável é uma oportunidade não só de atender a população, mas também de disseminar conhecimento a respeito das doenças de pele. “Em geral, as pessoas só vão ao dermatologista quando há uma queixa específica, como queda de cabelo, acne ou uma pinta incomum. É preciso alertar para o fato de que há diversas outras doenças – genéticas, autoimunes e infecciosas, por exemplo – que apresentam manifestações cutâneas. E quanto antes ocorrer o diagnóstico, maiores as chances de um tratamento exitoso”, afirma.

É o caso, por exemplo, da psoríase, doença crônica e autoimune que se caracteriza por lesões avermelhadas e descamativas, que aparecem mais frequentemente no couro cabeludo, cotovelos e joelhos. Com intensidades variáveis, a psoríase é, normalmente, tratada com facilidade, mas há casos nos quais as articulações podem ser impactadas, levando à incapacidade física. Outro problema de pele comum é o câncer de pele não melanoma, tipo de câncer mais frequente no Brasil e que corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no país, segundo o INCA – Instituto Nacional de Câncer. Em ambos os casos, o diagnóstico precoce é fundamental para garantir o tratamento adequado e, consequentemente, o bem-estar do paciente.

Na última edição da Virada da Pele Saudável, centenas de pacientes foram diagnosticados com esses e outros problemas de pele – no total, foram realizadas 4 mil consultas, além de 750 cirurgias apenas nas primeiras 24 horas de evento. “A proposta da Virada é oferecer um atendimento resolutivo, com início, meio e fim. Se um paciente precisa retirar uma lesão na pele, o procedimento pode ser feito imediatamente. No caso de biópsia, ela é realizada em nosso próprio centro cirúrgico, sem qualquer custo. Já quando o procedimento necessita de uma preparação específica, ele é marcado para as semanas subsequentes. O importante é que o paciente saia dali com algo concreto, seja um diagnóstico, um tratamento ou uma cirurgia agendada”.

As doenças de pele causadas por fungos em cães e gatos

As doenças de pele causadas por fungos em cães e gatos

As dermatopatias em cães e gatos representam grande parte do atendimento na clínica médica. Entre os alérgenos causadores dessas doenças, estão fungos, bactérias, parasitas, alergias, e até problemas hormonais. Veja a seguir os problemas de pele mais comuns que são causados por fungos.

CANDIDÍASE

O que é?

A candidíase é uma doença causada por leveduras (fungo unicelular) do gênero Candida spp, que pode atingir diversos sistemas do animal, principalmente o tegumentar (pele). Os quadros infecciosos podem ser ocasionados por várias espécies, como: a C. albicans, a C. tropicalis e a C. parapsilosis, sendo a primeira a principal delas.

Essas leveduras habitam a pele, a mucosa oral, genital, respiratória, o meato acústico externo (estrutura auditiva) e o sistema digestivo. São consideradas integrantes da microbiota dos mamíferos e normalmente não provocam danos à saúde dos hospedeiros, a não ser que ocorra um desequilíbrio imunológico ou lesões nas barreiras anatômicas de proteção dos animais. Dessa forma, essas leveduras podem ser consideradas oportunistas, uma vez que causam malefícios apenas em situações específicas.

Patogenicidade

Como dissemos acima, a infecção começa a partir da imunossupressão, que favorece o crescimento desordenado das leveduras, tornando-as patogênicas. Nesse caso, a imunossupressão pode estar associada a diversos fatores, como: idade, estresse, presença de doenças imunomediadas, desordens neoplásicas e uso prolongado de corticosteroides, de antibióticos ou de citostáticos (fármacos que inibem a reprodução ou o crescimento de células indesejadas).

Sinais clínicos

A candidíase afeta as mucosas, as junções mucocutâneas e diferentes partes da pele, como a pele abdominal, a pele do saco escrotal, o períneo, as dobras ungueais (estrutura das unhas), narinas, orelhas, planos nasais e dobras cutâneas (espaços interdigitais). Em casos mais graves, as leveduras desse gênero podem atingir o trato urinário, o sistema gastrintestinal e o sistema reprodutor. No entanto, as infecções nesses sistemas são raras.

Dessa forma, os sinais dermatológicos mais frequentes são: erosões úmidas e eritematosas (vermelhas), com contorno irregular e levemente edemaciadas, vesículas, crostas, úlceras, pápulas, pústulas e lesões alopécicas (caracterizadas por possuir pouca ou nenhuma pelagem em determinada área).

Em casos de otite podemos observar a presença de inflamação, dor, descamação, coceira e edema.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito por meio do exame físico (análise dos sinais clínicos) e de exames laboratoriais. Esfregaços direto das lesões são necessários para confecção de lâminas para análise microscópica. Para confirmação do agente etiológico é necessário o isolamento em cultura.

CRIPTOCOCOSE

O que é?

A Criptococose é uma enfermidade infecciosa sistêmica causada pelo fungo Cryptococcus neoformans, que está presente no solo e nos dejetos de aves contaminadas. Essa espécie de levedura é considerada oportunista por causar infecções apenas em seres que estão imunossuprimidos. Normalmente acomete mamíferos domésticos, como os cães e gatos e é vista com maior frequência em regiões geográficas de clima quente e úmido. No caso dos gatos, que são os animais mais acometidos, a queda da imunidade está frequentemente relacionada ao uso exagerado de medicamentos (corticosteroides) e a doenças infecciosas, a exemplo da FeLV e do linfossarcoma.

Transmissão

A transmissão dessa levedura acontece por meio da inalação dos esporos presentes no ambiente. Quando inalados, causam a chamada infecção primária, que afeta as narinas e os pulmões. Em seguida, ocorre a disseminação sistêmica por via hematógena ou linfática, chegando em outros sistemas do organismo, como o tegumentar e o nervoso.

Sinais clínicos

Os sinais clínicos mais comuns são: presença de pápulas, pústulas, vesículas, úlceras e nódulos. Na maioria dos casos, as lesões estão localizadas na cabeça (narina, lábios, língua, palato, gengiva) e nas regiões próximas ao pescoço.

Diagnóstico

A Criptococose é uma das micoses mais fáceis de ser diagnosticada pelo fato de possuir muitos elementos fúngicos nas lesões. O diagnóstico consiste no exame físico e na identificação das leveduras por meio do esfregaço e da análise em microscópio com auxílio da tinta nanquim. Posteriormente os microrganismos também podem ser cultivados em ágar de Sabouraud a 25°C – 35°C para a confirmação da doença.

DERMATOFITOSE

O que é?

A Dermatofitose é uma das enfermidades cutâneas mais importantes na clínica veterinária de pequenos animais por ser muito contagiosa e por ser considerada uma zoonose (transmitida do animal para o homem e do homem para o animal) de difícil tratamento. A doença é causada por um grupo de fungos queratinofílicos (que se nutrem através da ingestão de queratina) denominados de dermatófito. Esses tornam-se potencialmente patogênicos apenas em circunstâncias de imunodepressão.

Transmissão

A transmissão acontece através do contato direto com os esporos dos fungos. Estes microrganismos podem estar presentes nos animais (pelos), no ambiente e em fômites, como em escovas, pentes ou camas. É importante destacar que os dermatófitos são bastante resistentes ao ambiente e que alguns animais assintomáticos também poder ser uma fonte de infecção.

Sinais clínicos

Os sinais clínicos da Dermatofitose variam de acordo com cada animal, mas na maioria dos casos o prurido (coceira) é moderado ou ausente. Na pele é possível notar a presença de crostas, escamas e alopecia circular (queda de pelo em regiões focais) expansiva e descamativa, unhas fragmentadas e pelos partidos. As lesões normalmente estão localizadas nas extremidades e na região da cabeça. Ocasionalmente os gatos apresentam uma dermatite com numerosas crostas de pequenas dimensões e otite ceruminosa.

Diagnóstico

Leia também: 5 Problemas de pele

Um dos possíveis métodos de diagnóstico é o exame microscópico das estruturas queratinizadas, que mostram as hifas dos fungos. Para tal finalidade, pelos partidos, escamas de lesões ativas e fragmentos de unhas devem ser examinados em óleo mineral. Se for preciso confirmar o diagnóstico, é indicado fazer uma cultura fúngica através do Meio de Teste de Dermatófitos (DTM).

MALASSEZIOSE

O que é?

A Malassezia spp. é um fungo que habita a pele de cães e gatos. Quando se proliferam em excesso no sistema tegumentar ou no canal externo do ouvido, podem agir como patógenos, causando inflamação dos tecidos. Existem diversas espécies desse gênero, e a M. Pachydermatis é encontrada com grande frequência nos exames clínicos.

Patogenia

A malasseziose é o termo utilizado para caracterizar as dermatites causadas pelo aumento populacional da Malassezia spp. Esse aumento populacional normalmente está relacionado com algumas doenças primárias, como as endócrinas, imunológicas ou parasitárias, que afetam o sistema imune do animal e a pele do animal

Dessa forma, podemos classificar a malasseziose como primária ou secundária. A malasseziose primária, menos frequente, acontece quando o animal não possui nenhuma alteração dermatológica, e após a proliferação do agente começa apresentar sintomas característicos da doença. Embora essas leveduras sejam consideradas oportunistas, elas também possuem capacidade de causar inflamações e reações de hipersensibilidade devido ao fato de produzir metabólitos nocivos e enzimas como as fosfolipases e proteinases.

Já a malasseziose secundária, mais frequente, ocorre quando o animal possui alguma enfermidade na pele, que predispõe a proliferação da Malassezia spp com maior facilidade. Nesse caso, a dermatite é agravada por consequência da multiplicação exacerbada desses patógenos que alteram ainda mais as funções de proteção da barreira cutânea, causando o aumento das lesões já existentes.

Sinais Clínicos

As lesões primárias de dermatite por Malassezia spp. são caracterizadas pela presença de prurido. Já as lesões secundárias apresentam eritema (vermelhidão da pele), alopecia (queda de pelos), escoriações, liqueinificação (alteração da espessura da pele, que fica mais espessa e rígida) e hiperpigmentação. Na maioria dos casos, as regiões mais acometidas são: ouvido, pescoço, axilar, intertriginosa (dobras) e espaços interdigitais.

Quando esses microrganismos atingem a região do canal externo do ouvido podem causar a otite. Os sinais mais comuns são dor, produção excessiva de cerúmen e o ato de balançar a cabeça repetidamente.

Diagnóstico

A maior dificuldade no diagnóstico dessa enfermidade é a quantificação, uma vez que a presença desse fungo na pele é comum quando não há excesso. Entretanto, técnicas como citologia (por meio de raspado cutâneo, suabes de algodão ou fita adesiva transparente), histologia e cultivo são as mais indicadas.

TRATAMENTO

Os tratamentos das quatro enfermidades citadas são bastante semelhantes. Em todos os casos é indicado uma terapia com medicamentos antifúngicos sistêmicos e/ou tópicos, higienização das áreas afetadas, utilização de elizabetano (colar) para reduzir as lambidas e as mordeduras nas feridas, banhos terapêuticos e se necessário, o uso de antibióticos em caso de infecções secundárias causadas por bactérias. No caso da Criptococose, pode ser necessário alguma excisão cirúrgica dependendo da situação.

PREVENÇÃO

A prevenção é fundamental para evitar o aparecimento dessas enfermidades. Como vimos acima, a principal causa das doenças citadas é a imunossupressão. Portanto, é recomendado uma série de medidas para manter o estado imunológico do pet em boas condições. Dentre todas as medidas, podemos destacar o fornecimento de uma nutrição de qualidade, visitas periódicas ao médico veterinário e a redução do estresse através da prática de exercícios físicos regularmente, medidas de bem-estar no ambiente que o animal vive, além de não gerar situações que causem medo ou ansiedade. Doenças de base podem causar queda da eficiência do sistema imunológico, por isso é fundamental tratar adequadamente qualquer problema de saúde que o animal apresente.

Em casos específicos como da Criptococose, é indicado fazer a higienização dos locais em que o animal passa o dia e evitar o possível contato com aves.

Dessa forma, a prevenção possui grande importância no combate a essas doenças. Além de evitar prejuízos financeiros aos tutores com o tratamento, garante uma boa qualidade de vida aos pets.

PRODUTOS DISPONÍVEIS PARA AJUDAR NO TRATAMENTO

A Syntec do Brasil disponibiliza alguns produtos que podem ser utilizados como parte do tratamento de infecções fúngicas.

MICODINE: formulado à base de cetoconazol e clorexidina, Micodine é um shampoo terapêutico indicado nas infecções da pele de cães e gatos causadas por fungos e bactérias, podendo ser utilizado como um coadjuvante ao tratamento inicial que visa reduzir os sintomas relacionados à infecção da pele.

CIPRO-OTIC: uma solução completa para o problema das otites, pois possui tripla ação: é anti-inflamatório, antibacteriano e antifúngico. Ele possui em sua formulação ciprofloxacina e clotrimazol, dois princípios ativos de ampla e rápida ação contra uma variedade de bactérias e fungos. Possui ainda valerato de betametasona, um glicocorticoide altamente potente, que proporciona alívio da dor e da inflamação, proporcionando conforto para o animal.

Além de proporcionar um rápido alívio da dor, da coceira e da irritação, sua fórmula exclusiva no mercado tem ação rápida e potente. E por possuir apresentação na forma de pomada, ele não escorre, garantindo uma melhor absorção.

Laser e cirurgia plástica são opções no tratamento da flacidez

Laser e cirurgia plástica são opções no tratamento da flacidez

Fenômeno vem com a idade, mas é possível revertê-lo
Claudio Mutti de Lima
Escrito por Claudio Mutti de Lima
Ginecologia e Obstetrícia – CRM 59687/SP
Por Especialistas – Em 21/7/2016
compartilhar

salvar

Bem vindo ao Player Audima. Clique TAB para navegar entre os botões, ou aperte CONTROL PONTO para dar PLAY. CONTROL PONTO E VÍRGULA ou BARRA para avançar. CONTROL VÍRGULA para retroceder. ALT PONTO E VÍRGULA ou BARRA para acelerar a velocidade de leitura. ALT VÍRGULA para desacelerar a velocidade de leitura.Play!Ouça este conteúdo 0:00
100%AudimaAbrir menu de opções do player Audima.
A flacidez é uma grande preocupação. Esse medo surge porque estamos com uma expectativa de vida cada vez maior, mas ninguém quer aparentar muita idade. Nossa aparência funciona como nosso cartão de visita.

A flacidez não é específica das mulheres, apesar de ser mais comum a este sexo devido a fatores hormonais. Entretanto, devido ao grande e crescente número de pessoas com obesidade e sobrepeso – inclusive entre adolescentes – esta enfermidade torna-se cada dia mais comum.

Leia também: Flacidez o que é

No corpo humano, o colágeno desempenha várias funções, como, por exemplo, unir e fortalecer os tecidos. Já é provado que a partir dos 25 anos de idade, a produção e qualidade desta proteína de colágeno entram em declínio, chegando em torno de 30% da produção original aos 50 anos. Com o passar do tempo, o corpo também pode sofrer algumas privações das substâncias que levam à formação de colageno, principalmente na alimentação, que pode ser muitas vezes carente de vitaminas e proteínas.

Durante os primeiros anos até a puberdade, essas deficiências não são visíveis e nem mostram suas evidências. A falta de colágeno vai se tornar mais visível e notável quando entramos na fase da maturidade. Também é nessa etapa da vida que começam a aparecer as rugas, pois a pele não tem mais a mesma elasticidade de antes.

laser

Outros fatores importantes determinam a flacidez, como, por exemplo, a perda importante e rápida de peso. A pele que “sobra” não tem a mesma capacidade de retração, e esta deficiência é traduzida clinicamente por flacidez. Tambem o sedentarismo, o fumo, a má alimentação, o estresse e o sol – que causa a elastose solar (que consiste de uma alteração na derme, levando a uma flacidez e atrofia pela destruição das fibras de colágeno e fibras elásticas) – constituem outros fatores responsaveis pela flacidez.

Quanto mais jovens, maior a capacidade adaptativa. Mas, ao envelhecer, essa capacidade vai diminuindo progressivamente. Assim, precisamos lancar mão, além da melhora dos nossos hábitos, também do uso da tecnologia.

Existem vários tratamentos para a flacidez corporal e facial, que podem ser utilizados em qualquer tipo ou cor de pele, e em qualquer época do ano. São eles:

– Laser Titan: infravermelho que trata flacidez, utilizado em qualquer parte do corpo.

– Accent: Aparelho e radiofrequência que faz com que as fibras de colágeno retraiam. Também estimula a produção de novo colágeno. – Nir: Infravermelho utilizado para tratar flacidez.

– Tight Skin: Combina a irradiação infravermelha e âmbar. Estimula as células endoteliais, células de Langherhans e plaquetas, além de promover a contração do colágeno de forma uniforme, melhorando assim a flacidez e a qualidade da pele.

– Carboxiterapia: Injeção de gás medicinal com uma pequena agulha, que promove a melhoria da circulação local. Isso faz com que ocorra um estímulo da produção de colágeno e, por conseguinte, uma melhora da flacidez.

– Intradermoterapia: Consite na injeção local de medicamentos para melhora da flacidez local.

– Cirurgia Plástica: indicada para os casos em que os aparelhos e laser não são suficientes, o que pode ocorrer em alguns casos.

– Orientação nutricional: Orientar em relação aos tipos de alimento que possuem maior quantidade de nutrientes e vitaminas que melhoram a produção de colageno, além de eliminar os radicais livres (responsaveis não só pelo envelhecimento da pele, como tambem pelo aparecimentos de outras doenças). Também há orientação para diminuir o fumo e álcool, além do incentivo à pratica de esportes.

Quer clarear olheiras? Veja dicas para fazer as manchas desaparecerem

Quer clarear olheiras? Veja dicas para fazer as manchas desaparecerem

Tratamentos estéticos em clínicas ou em casa podem ajudar na hora de clarear as manchas embaixo dos olhos, assim como apostar na maquiagem
Se você faz parte do grupo de pessoas que acordou em uma manhã e percebeu que haviam manchas escuras embaixo dos seus olhos , não entre em desespero! O Delas conversou com especialistas para saber por que elas aparecem e como escondê-las. Então, fique sabendo que mesmo não sendo as mais “queridas” por aí, clarear olheiras não é algo impossível.

As manchas embaixo dos olhos podem ser um problema, mas fique sabendo que clarear olheiras não é tão difícil assim
Apesar de clarear olheiras ser um sonho de consumo para muita gente, é preciso entender primeiro quais tipos de manchas existem e como funciona o tratamento para cada um delas. “Quando avaliamos uma olheira, sabemos que existem três fatores: pigmento, aumento de vasinhos e o formato do rosto”, explica a dermatologista Flávia Chehin. Entenda:

As manchas amarronzadas são chamadas de “olheira pigmentada”, exatamente porque a causa são os depósito de pigmento na pele .
Já aquelas olheiras mais roxas ou azuladas, chamadas “vasculares”, aparecem por conta dos vasos sanguíneos que ficam embaixo dos olhos.
O terceiro tipo é a “olheira profunda” ou “constitucional”, que tem mais profundidade por causa do formato do rosto da pessoa.
Ana Carolina Sumam, que também é dermatologista, complementa que as olheiras são “multifatoriais”, ou seja, não existe apenas uma causa para o surgimento das manchas. “Algumas pessoas vão desenvolvendo a olheira com o passar dos anos. Já outras têm predisposição genética a ter manchas ao redor do olhos na infância ou juventude”, afirma.

Leia também: creme para olheira

De acordo com a profissional, alguns processos naturais de envelhecimento, como a reabsorção óssea, o relocamento das bolsas de gordura e queda da pele, são as principais causas das manchas na pele e do inchaço embaixo dos olhos, por exemplo.

Mesmo assim, algumas práticas podem contrubuir para o aparecimento dessas manchas. Dormir mal, por exemplo, é comprovadamente um agravante para olheiras. “A noite mal dormida pode influenciar na piora da olheira, pois os vasos da região ficam dilatados, então as olheiras aparecem mais escuras e as bolsas ficam mais inchadas”, diz Flávia.

Além disso, é sempre importante consultar um médico de confiança que possa recomendar hidratantes específicos para a área dos olhos e outros cosméticos que possam preservar a firmeza da pele e, também, ajudem a melhorar a circulação no local.

Quais são os tratamentos para clarear olheiras?

shutterstock
Alguns tratamentos estéticos em clínicas especializadas ou em casa podem ajudar na hora de clarear olheiras facilmente
Segundo Ana Carolina, a principal recomendação é procurar um especialista para realizar o tratamento, que vai variar de acordo com os fatores de cada causa. “No caso da olheira constitucional, por exemplo, é recomendado o preenchimento a base de ácido hialurônico. O procedimento diminui o efeito de sombra da profundidade e permite clarear olheiras.”

Os outros dois tipos, “pigmentada” e “vascular”, podem ser amenizados com laser. “No caso do vascular, o laser é o mais recomendado porque é preciso destruir os vasinhos que causam a olheira. Já para as manchas pigmentadas existem outros tratamentos estéticos com cremes clareadores e peeling, por exemplo”, diz.

No caso dos tratamentos para clarear olheiras, ambas as especialistas afirmam que os procedimentos estéticos têm efeito mais duradouro do que os cremes que podem ser utilizados em casa. “Qualquer tratamento em casa, como aplicação de máscaras ou cremes, sempre vai agir para desinchar as bolsas e acalmar os vasos. Alguns podem ter ação clareadora de pigmento, mas eles nunca vão corrigir a profundidade ou minimizar as olheiras roxas”, explica Flávia.

Mesmo assim, não significa que colocar rodelas de pepino ou um objeto gelado sobre os olhos não seja útil. “Tudo o que é aplicado gelado nessa região, como gelo, pepino, camomila, compressas, funciona, pois o frio faz uma vasoconstrição, reduzindo as olheiras e aliviando, inclusive, a questão de inchaço.” A especialista também recomenda fazer uma massagem local, de fora para dentro, para ajudar a reduzir o inchaço.

Mesmo que o “efeito Cinderela” seja momentâneo, Ana Carolina indica fazer compressas frias com chá de camomila gelado. “Molhe uma gase no chá e coloque-a esticada no congelador. Quando ela estiver ‘congelada’, aplique cuidadosamete sobre a pele.”

Dicas para clarear olheiras usando maquiagem

shutterstock
Maquiagem pode ser uma forma prática de clarear olheiras durante um dia que não dê tempo de fazer compressas
“E se as olheiras apareceram durante a noite e eu acordo de manhã sem tempo de fazer compressas?”, você pode até estar se perguntando. É aí que entram as dicas de maquiagem para clarear olheiras. Apesar de não ser uma solução eficaz e sair com removedor de maquiagem, os cosméticos podem ser a salvação em alguns dias.

De acordo com a make-up artist do Studio Tez Spa do Cabelo, Carol Couto, a região da área dos olhos concentra textura, e quem tem manchas precisa de mais cobertura. “Antes de começar a maquiagem, é preciso hidratar e preparar a pele, o que vai ajudar nessa cobertura, durabilidade e naturalidade. E quanto menos produto usar, melhor. Depois, o passo é aplicar o corretivo colorido para ajudar na neutralização seguido do corretivo do tom da sua pele.”

Segundo a especialista, enquanto os corretivo cor da pele deixam o tom mais uniforme, são os coloridos que neutralizam pigmentações irregulares — por isso são mais recomendados no caso das olheiras. “No geral, as manchas com tons arroxeados e acinzentados devem ser cobertas com o corretivo em tons quentes, pêssego em peles brancas, laranja para peles morenas ou vermelho nas peles negras. Quanto mais escura a pele, mais forte o tom do corretivo.”

Assim, o primeiro passo é aplicar uma camada fina do corretivo colorido, dando batidinhas com a ponta dos dedos para não espalhar para fora da olheira, e deixar a pele absorver. Na sequência, a recomendação é aplicar o corretivo do tom da sua pele. Segundo a profissional, o melhor corretivo para disfarçar as olheiras é o líquido, pois ele é mais fácil de espalhar, tende a ficar mais natural e não marca tanto as linhas de expressão, quando os cremosos ou em bastão.

“Depois de corrigir e clarear olheiras , ilumine os pontos profundos, na parte interna do olho, para diminuir a impressão de inchaço. Outra dica é aplicar esse corretivo na linha da profundidade, ele vai causar o efeito oposto projetando essa profundidade”, finaliza Carol.

Fonte: Delas – iG @ https://delas.ig.com.br/beleza/2018-09-02/clarear-olheiras-tratamento-maquiagem.html

Colágeno para a pele: como e por que usufruir de seus benefícios

Ele é responsável por garantir firmeza para pele, unhas, cabelos, cartilagem e tendões
Atualmente, muito se fala sobre a importância do consumo de colágeno, especialmente a partir dos 30 anos. Mas, você sabe exatamente o que é o colágeno e quais são suas funções? Quando e por que é indicada a suplementação?

Primeiramente, é preciso entender que o colágeno compõe a maioria dos tecidos e órgãos do corpo humano. Está presente na pele, cartilagens, ossos e tecido conjuntivo. Ou seja, é produzido naturalmente pelo corpo, mas também pode ser encontrado em alimentos como carne e gelatina, por exemplo, além de em cremes hidratantes e nos (hoje, famosos) suplementos alimentares (em cápsulas, em pó, entre outras formas).

Bruno Vargas, dermatologista graduado em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e sócio-proprietário da Clínica Inovatto (em Belo Horizonte), ressalta que na pele, o colágeno é responsável por conferir resistência e firmeza.

Leia também: Fascia colágeno

“Com o envelhecimento, a pele vai perdendo a capacidade de sintetizar as fibras colágenas, o que leva à perda de sustentação do tecido e ao aspecto envelhecido da mesma. O processo do envelhecimento da pele é acelerado pela degradação do colágeno e pela ação direta da radiação ultravioleta do sol e das fontes artificiais”, explica o dermatologista.

Neste sentido, com o passar dos anos, torna-se importante a reposição de colágeno, tanto através de alimentos, como (em muitos casos) a partir de suplementos alimentares.

Leia também: Skin renov funciona

Leia também: 10 alimentos anti-idade que você deve incluir na sua dieta

Benefícios do colágeno
Lilian Silva de Andrade, nutricionista da Nutri Factory, destaca que o colágeno tem inúmeros benefícios, dentre eles: a função de contribuir com a resistência e estrutura para todo o organismo, além de proporcionar elasticidade aos tecidos, dando firmeza para pele, unhas, cabelos, cartilagem e tendões.

A nutricionista explica que, em cada parte do corpo, o colágeno irá atuar de uma maneira:

Nos ossos, permite a firmeza.
Nas articulações, ele atua como lubrificante dando a elasticidade articular.
Nos tendões, dá rigidez e força.
Atua no fortalecimento dos ossos, articulações, unhas e cabelos.
Atua na melhora da elasticidade da pele, contribuindo para a melhora da aparência da celulite.
Contribui ainda para a perda de peso, pois promove maior saciedade.
Por tudo isso, o colágeno é visto como um grande aliado da beleza, combatendo, inclusive, o envelhecimento precoce.

Quando a reposição de colágeno é indicada?

FOTO: GETTY IMAGES

É importante ressaltar que, a partir dos 30 anos de idade, ocorre uma redução gradual na produção de colágeno pelo corpo humano. “Nota-se que, a partir dessa idade, os músculos ficam mais flácidos, a densidade dos ossos é reduzida e as articulações e os ligamentos perdem elasticidade e força motora”, comenta Lilian.

Já aos 50 anos, a produção diminui drasticamente e chega apenas a 35% da sua produção total. “Vale destacar ainda que as mulheres sofrem um pouco mais com essa perda na produção de colágeno, devido à produção diminuída do hormônio estrogênio na menopausa. Então se faz necessária uma alimentação saudável com bastante fontes de proteínas, além de exercícios físicos e, muitas vezes, a suplementação, visando assim estimular a produção do colágeno no nosso corpo”, diz a nutricionista.

Leia também: 11 dicas simples para parecer mais jovem

O dermatologista Vargas destaca que não existe regra, mas, de um modo geral: pessoas que possuem uma alimentação deficitária do ponto de vista proteico, atletas e pessoas muito expostas a agentes que aceleram o processo de degradação das fibras colágenas (como o sol e o fumo) são beneficiadas com a suplementação do colágeno hidrolisado.

Alimentos que são fonte de colágeno
Mas, afinal, como contar com uma dieta que contribua para a reposição de colágeno?

Lilian explica que os alimentos mais ricos em colágeno são aqueles de origem animal, como carnes vermelhas ou brancas, e as gelatinas incolores (que possuem menos toxinas). Exemplos que a nutricionista destaca:

Carnes vermelhas;
Peixes;
Ovos;
Leites e derivados como iogurtes (de preferência os menos gordurosos);
Queijos brancos (cottage);
Frango sem a pele.
“Uma dica superimportante: o colágeno irá atuar de forma mais efetiva e eficaz quando associado a uma alimentação saudável, ou seja, é indispensável o consumo de alimentos que sejam ricos em vitaminas e minerais como vitamina C e vitamina E, cobre, selênio, zinco e silício”, acrescenta a nutricionista.

Como repor colágeno no caso de vegetarianos?

FOTO: GETTY IMAGES

No caso de pessoas vegetarianas, é extremamente importante realizar um acompanhamento com um profissional da saúde, para que uma dieta equilibrada e saudável seja prescrita. “Uma das formas mais eficazes para se obter o colágeno nesses casos é uma dieta rica em proteínas vegetais e alimentos fontes de vitamina C (que auxiliará na melhor absorção desses nutrientes)”, diz Lilian.

Leia também: 14 truques de beleza da vovó que ainda funcionam

As melhores fontes vegetais, de acordo com a nutricionista, são:

Cereais (milho, trigo, aveia, arroz, quinua etc.)
Leguminosas (lentilha, feijões, soja, grão de bico, ervilha etc.)
“O primeiro passo para uma boa produção de colágeno é manter uma alimentação bastante diversificada, rica em alimentos de fonte integral, selênio (castanha do Brasil), zinco (semente de girassol), vitamina C ( laranja, acerola) e vitamina E (amêndoas)”, acrescenta Lilian.

Suplementação com colágeno

FOTO: GETTY IMAGES

Atualmente, a suplementação de colágeno apresenta-se de várias formas: em pó, balas, chocolates, shakes, gelatinas, chás, iogurtes e cápsulas. “Vale lembrar que a forma mais eficaz e eficiente deve ser sempre orientada por um profissional habilitado, e respeitando sempre a necessidade de cada indivíduo”, diz Lilian.

“Estudos comprovam que a forma em pó hidrolisada é a mais eficaz (cerca de 90% é absorvida), isso facilita a manter uma pele firme, devido ao processo de hidrólise. Uma pequena quantidade do produto contém uma maior concentração de colágeno puro e ele será totalmente absorvido pelo organismo. Uma das formas menos eficientes é a gelatina, que contém baixa concentração de proteína, além disso, é rica em açúcares, corantes e aditivos químicos”, destaca a nutricionista.

Quando o consumo é em cápsulas, segundo Lilian, recomenda-se tomar uma ou duas cápsulas por dia, juntamente com um copo de água.

Leia também: 24 receitas de suco verde para adicionar ao seu cardápio

Um detalhe é que: por mais que existam alguns cosméticos que contem com colágeno em suas formulações (ou seja, para uso tópico), são as versões orais as mais eficientes, por agirem de forma progressiva na camada mais profunda da pele.

Babosa: benefícios, como usar e para que serve

A babosa, ou aloe vera, é uma importante planta medicinal e possui diversos benefícios

Aloe vera e Aloe succotrina são espécies da planta conhecida popularmente como babosa, utilizada desde a antiguidade para fins medicinais e de beleza, oriunda do norte da África. Cerca de 6 mil anos atrás, os egípcios chamavam a aloe vera de “planta da imortalidade”. A babosa é muito conhecida por suas propriedades calmantes, cicatrizantes, anestésicas, antitérmicas e anti-inflamatórias, além de ser ótima para hidratar cabelos. Confira aqui a lista de benefícios que essa planta pode trazer, mas, antes disso, fique atento:

A Anvisa não libera a comercialização de sucos ou outros alimentos industrializados contendo Aloe vera. Segundo o parecer técnico da agência, faltam evidências científicas que comprovem a segurança da ingestão de babosa e há relatos de reações adversas. Além disso, não há um padrão na composição dos produtos alimentares a base de Aloe vera, pois existe grande diversidade na forma de plantação, cultivo e extração do gel da babosa. O uso tópico, em cosméticos e aplicações externas, é liberado.

Estudos posteriores, com revisão da literatura acadêmica sobre a babosa, apontam a necessidade de novas pesquisas, já que há fontes que indicam tanto benefícios quanto riscos do consumo de babosa. Em todos os casos, o maior risco parece estar no consumo de produtos industrializados que contêm babosa (ou dizem conter, já que há registros de produtos adulterados que se diziam à base de babosa) – além disso, há pessoas que apresentam sensibilidade.

Sempre lembrando que, se você tiver suspeita ou um problema sério, consulte uma médica ou médico e, dependendo do caso, converse a respeito da possibilidade de usar babosa ou algum produto feito com a planta.

Benefícios da babosa
Babosa para pele
A aloe vera tem o poder de proporcionar relaxamento e acelerar a cura de problemas de pele como a acne, erupções cutâneas, feridas, cortes e arranhões e picadas de inseto.

Prisão de ventre
A babosa ajuda na prisão de ventre e em constipações intestinais, pois possui propriedades laxantes devido ao látex encontrado no gel da planta.

Apetite sexual
Por ser uma fonte rica de energia, a babosa aumenta o apetite sexual.

Combate o câncer de pele
A babosa já mostrou efeitos positivos relacionados à cura do câncer de pele e pesquisas mostram a presença de propriedades anti-cancerígenas na planta.

Baixa a febre
A planta possui um efeito antitérmico e reduz a temperatura do corpo febril quando é ministrada em uma compressa.

Como usar babosa no cabelo?
A babosa no cabelo ajuda protegê-los como se fosse um protetor solar, cuidando do couro cabeludo contra os raios UV. Também evita danos cotidianos causados por clima seco, vento, chuva e oleosidade, deixando o cabelo mais sedoso e brilhante.

Elimina as caspas
Serve no tratamento de caspas e seborreias que atingem o couro cabeludo – para isso é preciso lavar o cabelo com o gel do aloe vera ou usar produtos que contenham a babosa como ingrediente.

Reduz queda de cabelo
Além de reduzir a queda de cabelo, a babosa pode até evitar a queda completamente.

Como usar babosa no cabelo?
Para utilizar babosa no cabelo basta cortar a folha da babosa lateralmente, retirar o gel e aplicar diretamente no cabelo.

Uso medicinal da babosa
Trata queimaduras solares
Pode tratar, prevenir ou curar queimaduras solares e é inclusive encontrada em produtos para tratar queimaduras e em protetores solares. Em dúvida sobre o que passar em queimadura de sol? Conheça remédios caseiros e naturais.

Reduz a celulite
Aliada a uma dieta e exercícios, a babosa pode reduzir a celulite.

Trata gripes e resfriados
Por conter propriedades antibióticas, a babosa pode ajudar no tratamento de gripes, resfriados, asma, bronquite e rinite.

Leia também: Babosa para o cabelo

Babosa para pele
A babosa na pele atua como um hidratante natural, que deixa a pele mais bonita e previne o envelhecimento.

Combate dores musculares
A babosa tem função anestésica, anti-inflamatória e cicatrizante, uma compressa de babosa pode aliviar dores musculares, dores ósseas, enxaqueca, artrite e reumatismo.

Melhora a saúde digestiva
Por conter ácidos graxos, a planta reduz o inchaço e a irritação do estômago, intestino delgado e cólon, suas propriedades anti-ácidas auxiliam e previnem a indigestão.

Melhora a imunidade do organismo
A planta aumenta a produção de linfócitos T e melhora a imunidade do organismo, ajudando a combater infecções.

Alivia problemas bucais
A polpa da babosa alivia feridas como aftas, gengivites e estomatites.

Controla o colesterol
Tem uma função ativadora da circulação sanguínea, removendo o excesso de gordura das artérias e ajudando a controlar os níveis de colesterol.

Para que serve a babosa?
Ainda em dúvida sobre os benefícios que a babosa pode trazer para o seu dia a dia? Selecionamos mais algumas formas de usar a babosa como remédio natural:

Contra pedra nos rins
A babosa tem ação desintoxicante e elimina as toxinas, ativando as funções dos rins e do fígado.

Relaxante para o corpo
A planta possui propriedades anestesiantes que relaxam os músculos da cabeça – na hora de lavar os cabelos com babosa é só massageá-los, não esquecendo de massagear também o couro cabeludo para obter um efeito antiestresse.

Emagrece
A babosa contém propriedades depurativas e pode ajudar na perda de peso, mas apenas se estiver aliada a uma dieta balanceada e à prática de exercícios. Confira uma receita de suco de babosa e veja uma lista com dez exercícios para fazer em casa ou sozinho.

Antirrugas natural
O gel da babosa é um ótimo hidratante natural que pode ser utilizado na pele e serve também como antirrugas.

Alivia a irritação cutânea
O gel da babosa alivia a irritação cutânea após depilações com cera ou lâminas.

Cicatrização
Utilizar babosa faz com que as feridas cicatrizem mais rápido, assim como espinhas e acnes.

Alivia a dor de cabeça
O gel da babosa e algumas gotas de óleo essencial de menta aplicados nas têmporas e na nuca com movimentos circulares aliviam as dores de cabeça.

Gostou e quer saber como usar? Dê uma olhada na matéria: ” Como usar babosa para diversos fins”.

Contraindicações
Não há contraindicações sobre o uso externo da babosa e qualquer pessoa pode utilizá-la, inclusive crianças. Só há problemas em casos de alergia, o que também é muito raro. Já a ingestão de aloe vera é contraindicada para crianças, mulheres grávidas e durante a amamentação, para pessoas que tenham inflamação no útero e no ovário, hemorroidas, fissuras anais, varizes, pedra na bexiga, cistite, disenterias, nefrite, apendicite e prostatite. A Anvisa proíbe a comercialização de produtos com babosa para consumo. Algumas pessoas podem sentir efeitos colaterais como cólicas e diarreia – se começar a sentir estes sintomas, interrompa o uso da babosa imediatamente e procure ajuda méica.

Conheça os 10 melhores cremes para celulite

Grande preocupação de muitas mulheres, as celulites causam incômodos em muitas delas, evitando que o corpo fique mais “durinho”, com menor flacidez, e trazendo aquelas indesejadas marquinhas onduladas.

De maneira simples, a celulite nada mais é do que um acúmulo de gordura que se localiza na superfície da pele. Esse fenômeno é muito comum em todas as idades, sendo ainda mais presente quando a genética da mulher facilita a sua ocorrência.

Veja também – Drenagem linfática para celulite: será que este tratamento elimina o problema?

Leia também: Skin renov

Como não podemos lutar contra a genética, reduzir as celulites através de cremes pode ser uma boa solução para amenizar o aspecto que elas causam na pele, juntamente, é claro, com uma melhor alimentação, com uma menor ingestão de açúcares e gorduras e com exercícios físicos.

Nesse sentido, os cremes para celulite serão capazes de diminuir a presença visual da celulite na pele, tornando-a menos aparente, uma vez que eles trabalham na estimulação da circulação de sangue na superfície da pele.

Abaixo você confere uma lista dos 10 melhores cremes para celulite mais facilmente encontrados no Brasil, com ótimo custo-benefício. Saiba tudo sobre cada um deles e escolha o melhor creme para celulite que mais combina com você.

Assuntos [Mostrar]

1. Bye-Bye Celulite (Nivea)

Muito famoso entre os cremes anticelulite, o Bye-Bye Celulite da Nivea se mostra bastante interessante por atuar diretamente nas células de gordura. Dessa maneira, o creme consegue aumentar a elasticidade da pele, deixando-a mais firme, prevenindo o aparecimento de novas celulites e amenizando a intensidade visual delas na pele.

Veja também – Celulite infecciosa: conheça as causas e como tratar

2. Cellu-Sculp (Avon)

Voltado para a melhor circulação do sangue na superfície da pele, o Cellu-Sculp é um creme que ainda atua na ativação da drenagem linfática, na hidratação da pele e na eliminação de gordura. Em sua fórmula estão presentes nutrientes como malva, ginko-biloba, ginseng e cafeína.

3. PerfectSlim (L’Oreal)

Com função bastante interessante, o creme anticelulite da L’oreal conta com lipo-redutores em sua fórmula, que ajudam na queima dos ácidos graxos, transformando gordura em energia. Além de trabalhar melhorando a aparência da pele e diminuindo a celulite, o PerfectSlim ainda previne a formação de novas celulites, uma vez que diminui a transformação de açúcares em gordura, auxiliando na drenagem linfática.

Leia também: Cremes firmadores

4. Gel Anticelulite Amêndoa (L’Occitaine)

Juntando hidratante e creme anticelulites, a L’occitaine investiu nas amêndoas e nos flavonoides contidos na fórmula desse creme, que atua acabando com a inflamação dos tecidos, diminuindo a incidência de celulites e tornando-as menos visíveis na pele.

5. Cellu Reverse (Elancyl)

Com o objetivo de melhorar a firmeza da pele, esse creme atua contra o armazenamento de gordura localizada. Mais voltado para as celulites abdominais, a Elancyl acerta com esse produto.

6. Body Active (O Boticário)

Com o foco na quebra das células de gordura da superfície da pele para diminuir as celulites, o Body Active do O Boticário utiliza a cafeína em sua fórmula, que ainda tem função hidratante.

7. Celluli Laser SlimCode (Biotherm)

Voltado principalmente para a prevenção do aparecimento de novas celulites, esse creme é feito com ingredientes naturais, como chá verde, lótus e erva mate, atuando contra o acúmulo da gordura na superfície da pele, que forma a celulite. Ele acelera a queima de gordura através da enzima AMPK contida em sua fórmula.

8. Bio-V Vegetal IntensiveBodySlim (Vitaderm)

Com foco na queima de gordura, ele trabalha tanto na diminuição quanto na prevenção de celulites e, para isso, conta com a ajuda do extrato de guaraná.

9. Celludestok (Vichy)

Com o foco na suavização das celulites na pele, esse creme ajuda principalmente na quebra de gordura superficial, além de servir como um poderoso hidratante.

10. Gel Redutor de Celulite com DMAE (Bio-Médicin)

Por conter uma substância que tem efeito Botox (DMAE), o gel redutor da Bio-Medicin atua na garantia de uma pele firme e lisa, diminuindo as celulites e, ainda, combatendo e diminuindo a flacidez e a gordura localizada.

E você? Já usou esses ou algum outro creme para celulite? Compartilhe a sua opinião sobre qual é o melhor creme para celulite

10 maneiras infalíveis de suavizar as rugas da testa

10 maneiras infalíveis de suavizar as rugas da testa

Da acupuntura e ginástica facial aos peelings químicos e botox, existem vários métodos para suavizar os diferentes níveis de marcas de expressão

Quando se cruza a idade de 30 anos, é normal começar a aparecer os primeiros sinais de expressão. É nessa idade que a pele se torna mais fina, e portanto tem mais dificuldade em reter a umidade suficiente para manter sua elasticidade. Esse processo está ligado a fatores genéticos (pessoas de pele clara têm mais propensão à formação de rugas), à exposição solar e também ao tipo de sua pele, pois pessoas de pele oleosa costumam ter menos rugas que pessoas de pele seca da mesma idade.

A camada subcutânea da pele, onde existe uma camada de gordura, com o passar dos anos “desincha” e a derme ao longo do tempo perde substâncias como colágeno e elastina. Com a perda dessas estruturas, os sinais aparecem na epiderme, onde aparecem as rugas, que incomodam a maioria das mulheres, até as mais jovens

Graças aos avanços da ciência, é possível suavizá-las com ajuda de cremes e tratamentos estéticos. A esteticista Gisele Stout da clínica Los Angeles, indica tratamentos que comprovadamente suavizam essas indesejáveis linhas de expressão e a especialista em ginástica facial e cosmética natural Isabel Thain dá dicas de soluções caseiras:

Até os 30
Se você tem até 30 anos e está vendo as primeiras rugas aparecerem, confira algumas medidas preventivas e reativas. As rugas aparecem devido a diversos fatores, incluindo o genético, por isso o ideal é consultar uma dermatologista para ver qual tratamento se aplica a cada caso. As soluções mais indicadas para as mulheres de até 30 anos são:

1. Cremes antirrugas e protetor solar

Para livrar-se de rugas finas e prevenir novas, mais importante que usar um creme para sua idade à noite é usar filtro-solar de dia. O fator mínimo é 30 e ele deve ser reaplicado uma ou duas vezes por dia. “Procure criar hábitos, como acordar e passar creme e protetor, retocar na hora do almoço e assim por diante”, indica Gisele. À noite, use um demaquiante específico, óleo ou sabonete para bebê retirando toda a maquiagem e depois passe seu creme anti-idade.

2. Ginástica facial

Nosso rosto também tem músculos que, se exercitados, dão mais tonicidade à pele do rosto. Segundo a especialista em ginástica facial Isabel Thain, os exercícios são um bom auxílio, complementam tratamentos e atenuam até as marcas mais fundas. “Algumas pessoas confundem ginástica facial com caretas. Não é bem assim, ao fazer caretas ou os exercícios de forma errada corre-se o risco de trabalhar muito uma área em detrimento de outra, causando um efeito contrário”, adverte.

Leia também: Skin renov Anvisa

Isabel sugere três exercícios diários que comtemplam o rosto de forma harmoniosa:

Faça um bico redondo estendendo os músculos. Conte até 15. Volte devagar relaxando e contando até 7. Repita 5 vezes.
Esprema os olhos e conte até 10. Volte devagar contando até 7. Repita 5 vezes.
Force um “sorriso de Monalisa”, sem mostrar os dentes, conte até 10. Volte contando até 7. Repita 5 vezes.
3. Patches antirrugas

Segundo o fabricante, eles têm microbaterias que estimulam as fibras elásticas da pele. Basta colá-los embaixo ou ao lado dos olhos, na testa, ao lado da boca e esperar. No caso da testa, é preferível posicioná-lo no centro da testa ou acima das sobrancelhas, lugares nos quais as rugas costumam aparecer.

A pele absorve o patch, desinchando-o e o deixando com a espessura de um papel. O efeito é instantâneo, mas não é duradouro. “Como consta na embalagem, eles são ideais para um dia de festa ou uma sessão de fotos”, frisa a esteticista Gisele Stout.

4. Acupuntura

Técnica milenar da medicina oriental, a acupuntura busca o equilíbrio geral do corpo-humano. Ela é usada também no combate às rugas por estimular a circulação sanguínea, aumentando assim a oxigenação da pele e por consequência a produção de colágeno e elastina. “Para suavizar as rugas da testa, fazemos a aplicação direta, geralmente entre as sobrancelhas na glabela – a chamada ruga de preocupação”, diz Gisele.

5. Estimulação Russa

A estimulação russa, técnica muito conhecida e muito utilizada pelas esteticistas, é uma espécie de ginástica passiva do rosto. As fibras musculares são trabalhadas por meio da eletroestimulação, os “choquinhos” que são produzidos pela máquina que fica em contato direto com a pele. O tratamento é eficaz segundo Gisele, principalmente para quem sofre também com flacidez. O resultado é um contorno facial mais definido. A máquina usada para a estimulação russa também auxilia na absorção de cremes para rugas, que conseguem ser absorvidos por camadas mais profundas da pele.

Depois dos 30
6. DMAE

A novidade de cremes anti-idade mais aclamada dos novos tempos se chama DMAE. De ação tensora e firmadora comprovada, promove um visível e instantâneo efeito lifting. Segundo Gisele, o creme causa uma contração muscular a curto e longo prazo, por isso o sucesso. Para manter os efeitos, o uso deve ser diário e contínuo.

Os cremes com DMAE costumam ter em sua composição vitamina E, que é antioxidante e combate a ação dos radicais livres. A composição costuma ser 8% DMAE e de 5 a 7% vitamina E. Especialistas recomendam guardar o produto na geladeira e, quando for viajar, carregá-lo em um recipiente térmico.

Segundo Gisele, esses procedimentos são recomendáveis principalmente em dias em que a temperatura ultrapassa os 30 grau Celsius. Os cremes com DMAE não devem ser usados por mulheres grávidas ou pessoas com hipersensibilidade à substância. Antes de usar qualquer medicamento, consulte sempre um médico.

7. Peeling químico

Nossa pele se renova completamente em ciclos de mais ou menos 7 anos. Naturalmente o corpo expele as células mortas e produz novas células diariamente. O peeling químico é uma intervenção para acelerar esse processo. “Removendo a pele morta, nós estimulamos a renovação celular. As rugas mais finas são visivelmente atenuadas, a pele fica mais viçosa”, explica a esteticista.

Os resultados são obtidos pela fórmula que leva ácidos específicos, para se livrar de rugas e de quebra de possíveis sardas ou manchas de sol, recomenda-se no mínimo 5 sessões. “Os resultados são perceptíveis desde a primeira sessão, mas dependendo da quantidade e profundidade das rugas, são necessárias mais sessões”, diz Gisele.

8. Carboxiterapia

Carboxiterapia é um tratamento estético que consiste na injeção de gás carbônico (CO2) para o nivelamento das camadas de pele. É usado para diminuir depressões na pele, como celulites ou rugas. “A diferença entre a carboxiterapia e o botox é que enquanto o primeiro ataca as rugas estáticas – de quando a face não está tensionada – a toxina butolínica paralisa a musculatura. De nenhuma forma um tratamento substitui o outro, mas a carboxiterapia é com certeza uma boa solução e mais barata”, diz.

Leia também: Creme para rugas bula

Os resultados são fantásticos, mas as sessões um tanto dolorosas, mas 100% seguras. O CO2 é introduzido por meio de uma agulha, o tecido da pele fica levemente deformado por alguns minutos, depois volta ao normal. Os resultados variam de acordo com cada pessoa, mas são recomendadas no mínimo 10 sessões, sendo que a partir da quarta já é possível notar uma boa evolução. Como o gás é produzido naturalmente pelo nosso corpo, não há risco de alergias.

9. Laser fracionado

O tratamento de rugas com laser tem como princípio ativo o colágeno. O laser faz microperfurações na pele para estimular a produção de colágeno e elastina, que suavizam as rugas. O tratamento pode ser feito no rosto todo ou apenas na testa, as sessões dependem da profundidade das rugas. Quanto mais agressivo o laser, mais caro. Este tratamento não é recomendado para peles bronzeadas.

10. Botox

Tão eficiente quanto polêmico, o botox consiste na injeção da toxina botulínica em pontos estratégicos do rosto. Ela tem o poder de paralisar os músculos da face. Seu efeito é instantâneo, mas não vitalício – o botox deve ser reaplicado de 6 em 6 meses.

Maquiagem para peles maduras

FOTO: THINKSTOCK

A escolha da maquiagem pode melhorar (ou piorar) a aparência das rugas. O uso exagerado de pó, por exemplo, não é recomendado. Confira 5 dicas da maquiadora Dulce Lütke, do Expert Beauty Center:

Uma gotinha de silicone na base: Você também pode optar por passar uma gotinha de forma homogênea em todo o rosto, isso ajuda a suavizar as rugas. A gotinha tem que ser mínima, para que o rosto não fique com aspecto muito oleoso.
Menos é mais: Segundo Dulce, quantidade não garante uma boa cobertura. Base, corretivo e pó – quanto mais leve melhor para as peles maduras.
Batom opaco: O batom oleoso/cremoso pode ficar nas ranhuras da boca, dando uma aparência não muito elegante. Por isso, opte pelos batons opacos de efeito matte.
Ilumine o centro dos lábios: A dica é utilizar um tom opaco mais escuro no contorno dos lábios com outro tom mais claro e perolado no centro. Atenção aos lápis delineadores e batons de tons diferentes, não é essa a ideia. O degrade deve ser sutil, natural.
Assuma sua idade: Para Dulce, essas dicas servem também para mulheres mais jovens. Além da idade, as rugas são herança genética. O importante na hora da maquiagem é ter bom senso e personalidade. Afinal de contas, marcas de expressão são marcas de pessoas com expressão facial.
Prevenir é melhor que remediar
O clichê é 100% verdadeiro no caso das rugas. Os anos de franzimento de testa e a negligência de protetor solar são os maiores vilões dessa história. Outras dicas da época de nossas avós também merecem ser levadas em conta, como a retirada total da maquiagem antes de se deitar, boas noites de sono, não abusar do álcool, não fumar, hidratar a pele e beber bastante água. As rugas são sinais que vão aparecer com o avançar da idade, não existe uma maneira de impedir o surgimento delas, mas bons hábitos ajudam a retardá-lo e bons tratamentos a suavizar essas marcas.

Colágeno: emagrece, deixa a pele firme e protege os ossos

Colágeno: emagrece, deixa a pele firme e protege os ossos

Saiba como tirar proveito dos inúmeros benefícios dessa substância
O sucesso do colágeno hidrolisado não é de hoje. Há pelo menos três anos ele conquistou o público feminino com a promessa de firmar a pele e amenizar a fome. De lá para cá, a procura por essa substância – até então encontrada apenas em cápsula, sachê e bala manipulada -, triplicou. E, para acompanhar a demanda, as opções de produtos prontos com colágeno hidrolisado também aumentaram bastante. É só dar uma olhada na prateleira das farmácias e supermercados: além de balas e bombons de diferentes formatos, ele pode ser encontrado em águas aromatizadas, barrinha de cereais e até granola.

E as mulheres, claro, são as maiores consumidoras. Mas será que funciona mesmo? Ainda há poucas pesquisas científicas sobre o assunto, mas a maioria delas afirma que, sim, o colágeno ajuda a combater os quilinhos extras e a adiar o envelhecimento precoce.

O segredo dessa substância está no fato de ser uma proteína que o próprio organismo é capaz de produzir. Uma de suas principais funções é formar as fibras que dão sustentação à pele. Cabelo, unhas, ossos e cartilagens (tecidos que amortecem as articulações) também são beneficiados. Ou seja, ela garante que o corpo funcione bem por dentro e fique bonito por fora.

Confira também: Quer reforçar seu colágeno? Vá de chá de hibisco e vitamina C

Porém, pesquisas mostram que, a partir dos 30 anos, mesmo com uma alimentação balanceada, há uma perda anual em torno de 1%. Dos 50 anos em diante, a queda é bem mais drástica. A produção de colágeno cai para apenas 35%, em média. “O que as mulheres mais sentem é a redução da elasticidade e a hidratação da pele”, alerta a nutricionista Tatiana Pimentel, de Santos (SP). Daí para aparecer rugas, celulite e flacidez é um pulo. É por isso que muitos nutricionistas, nutrólogos e dermatologistas consideram a suplementação com o colágeno hidrolisado importante a partir dos 30 anos e essencial depois dos 50.

Leia também: Skin renov Anvisa

Colágeno na dose certa
Extraído do osso e da cartilagem do boi, o colágeno presente nos suplementos deve ser hidrolisado – ou seja, passar pelo processo de hidrólise (quebra pela água das moléculas de proteína) para que possa ser absorvido facilmente pelo organismo. Nesse formato, ele é considerado alimento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e, portanto, você pode comprá-lo sem prescrição médica.

Mas, para obter os efeitos esperados, precisa acertar na dose. Em uma avaliação da Clínica Medcin Instituto da Pele, em São Paulo, os pesquisadores observaram que o consumo de 5 gramas de colágeno por dia, durante seis meses, foi capaz de melhorar a pele das pacientes entre 35 e 60 anos. Houve um aumento de 5,5% na firmeza e 10% na elasticidade. Mas a maioria dos especialistas recomenda uma dose um pouco maior: de 8 a 10 gramas de colágeno por dia.

Amigo da perda de peso
Quem está na faixa dos 20 pode ficar tranquila: ainda não é hora de aderir a doses extras dessa proteína. Uma dieta caprichada em alimentos que estimulam o organismo a produzir colágeno é suficiente.

Leia também: o que é Colágeno em pó

Agora, se você vive estressada, fuma, abusa do sol e dos doces, ele começa a falhar mais cedo. Resultado: “A elasticidade da pele fica comprometida, surgindo flacidez e até estrias”, diz a dermatologista Carmem Durazzo, da Clínica Cliniderm, em São Paulo. E, sozinha, a dieta pode não dar conta. A suplementação pode ser indicada antes dos 30 anos para auxiliar na perda de peso, pois ameniza e adia a fome.

E mais: Colágeno: por que o suplemento é bom para a saúde e ajuda no esporte

“Diluído na água ou no suco, o colágeno em pó preenche o estômago rapidamente e faz com que o processo de esvaziamento aconteça mais devagar, prolongando a sensação de saciedade”, explica a nutricionista Sheila Mustafá, da Clínica Sheila Mustafá Nutrição e Estética, em São Paulo. Com isso, você consome menos calorias e emagrece e, ainda, diminui o risco de ficar flácida.

“O colágeno ajuda a manter a pele hidratada, melhorando a qualidade das fibras de sustentação”, complementa Sheila. Se você tiver oportunidade, consulte um profissional que possa prescrever o suplemento de acordo com suas necessidades. O resultado, com certeza, vai ser ainda melhor!

Dieta com colágeno
O suplemento não diminui a importância de uma dieta rica em alimentos que estimulam a produção de colágeno no organismo. Essa lista inclui carne magra, frango, peixe e ovo (especialmente a clara). Invista também em legumes, verduras, frutas e castanhas. “Eles têm os nutrientes (vitaminas A, C e E, selênio e zinco) que garantem a absorção do colágeno”, avisa o nutrólogo Mohamad Barakat, de São Paulo.

E a gelatina de caixinha? A proteína usada na composição não é hidrolisada (ou seja, é difícil de ser absorvida). Mas não deixa de ser uma boa opção de sobremesa leve. Apenas tenha o cuidado de escolher um tipo sem corantes artificiais, pois são substâncias que prejudicam a pele.

Bom para quem malha
Se você malha, tem mais um bom motivo para adotar o suplemento: ele é aliado das articulações. Em 2006, durante o encontro do American College of Sports Medicine, em Indianápolis, nos Estados Unidos, a apresentação de um estudo alemão com 100 atletas, de 15 a 80 anos, mostrou que o consumo de colágeno hidrolisado traz uma melhora importante nas articulações. Após 12 semanas consumindo 10 gramas do suplemento por dia, 79% dos participantes apresentaram maior mobilidade dos joelhos e dos quadris. A maioria relatou menos dor nessas articulações ao realizar exercícios de esforço e ao subir escada. Uma parte dos atletas também teve menos desconforto nos ombros.

Diferentes formas do suplemento
Sachê: é a versão mais indicada para diminuir a fome e prolongar a saciedade. O conteúdo de um sachê costuma ter o colágeno hidrolisado na dose diária recomendada – ou seja, de 8 a 10 gramas. Há ainda a opção de você mandar manipular o pó, que pode ser diluído na água, no suco ou no iogurte.

Cápsula: atende a quem não gosta do sabor adocicado do pó. Mas, para atingir a dose diária, você tem de consumir de 10 a 12 cápsulas por dia. E não traz a mesma saciedade da primeira versão.

Água aromatizada: algumas marcas concentram na garrafinha, geralmente entre 300 e 360 mililitros, a dose diária recomendada de 10 gramas de colágeno.

Bala: essa opção costuma oferecer em torno de 1,5 grama de colágeno por unidade. É bem pouco, mas vale para complementar o consumo diário da proteína. A bala também tem a vantagem de estimular a mastigação, além de enganar a vontade de comer um docinho.

Bombom: assim como a bala, tem pouco colágeno. Consuma-o como opção de um docinho que traz um benefício extra.

Granola, barra de cereais & cia.: optar por esses produtos também ajuda a complementar a dose diária de colágeno. Mas cuidado com os produtos carregados de açúcar e corantes – substâncias com fama de prejudicar a qualidade da pele.

Conheça os diferentes tipos de colágeno

Conheça os diferentes tipos de colágeno

Quem nunca ouviu alguém comentar: “Quer ficar bonita e saudável? Tome colágeno!”. Além de dar firmeza e elasticidade à pele, essa proteína participa ativamente da construção e constituição dos ossos, músculos, cartilagens, cabelos e unhas. Sem esquecer, é claro, que ajuda a evitar as temidas rugas, por isso os benefícios do colágeno para a saúde e beleza são tão conhecidos. Aliás, você sabia que ele representa cerca de 25% de toda proteína que existe em nosso corpo e sua função é dar sustentação às células, deixando-as firmes e juntas?
Apesar de ser produzido naturalmente pelo organismo, a partir dos 25 anos a produção de colágeno cai e sua falta começa a ser percebida. De acordo com a dermatologista Flávia Caldas, o corpo dá alguns sinais quando sente falta de alguns nutrientes, como as proteínas, dentre elas o colágeno. “Quando os cabelos e as unhas começam a quebrar e cair, pode ser um indicativo de que o organismo está com déficit da proteína e precisamos procurar um médico”, explica a especialista.
Contudo, não acredite que colágeno tipo 3 e 1 é só assunto de beleza. Também tem papel importante na saúde, principalmente na locomoção. “Ele é fundamental para o funcionamento das cartilagens, que permite que o corpo se movimente. Sem essa cartilagem um osso encostaria no outro, impossibilitando a movimentação”, conta a nutricionista Débora Simão.

Leia Também:Colágeno tipo 3 e 1

Leia também: Skin renov bula

tipos de colágeno
Em 2015, o Brasil passou a ocupar o posto de terceiro maior mercado consumidor de produtos ligados à beleza, atrás dos EUA e China. Visando um público cada vez mais preocupado com a aparência e a saúde, os fornecedores de colágeno lançaram diversos tipos de suplementos, cada vez mais aperfeiçoados, que buscam melhorar a ingestão e absorção da proteína, estimulando a produção natural de colágeno em locais que o corpo necessita. Hoje encontramos colágeno em diversas formas, como cápsulas, pó e líquido. Mas, será que você realmente sabe que tipo de colágeno está consumindo? Entenda a diferença entre eles:

Colágeno hidrolisado: passa por um processo de hidrólise, ou seja, é quebrado em partículas menores para ser absorvido mais facilmente e ter melhor aproveitamento pelo organismo.

Colágeno tipo 2: é o mais abundante nas cartilagens. Apesar de ser difícil de encontrar, existem alguns suplementos que contêm uma fórmula para aumentar sua produção. Para quem tem problemas nas cartilagens e articulações, é bom apostar nele.

Pepto colágeno: é um colágeno altamente hidrolisado, que chega aos peptídeos de colágeno (conjunto de aminoácidos), ou seja, moléculas ainda menores e de mais fácil absorção. Diversos estudos apontam que o colágeno na forma de peptídeos possui benefícios potencializados

Beauty Skin,Desenvolvido especialmente para fortalecer os cabelos e unhas, e promover a hidratação da pele

Beauty Skin,Desenvolvido especialmente para fortalecer os cabelos e unhas, e promover a hidratação da pele

Desenvolvido especialmente para fortalecer os cabelos e unhas, e promover a hidratação da pele, O Beauty Skin, um suplemento formulado à base de colágeno que aumenta naturalmente os aminoácidos no corpo.

À medida com que a gente vai envelhecendo, a estrutura natural da pele começa a se deteriorar. Felizmente, suplementos de colágeno, assim como o Beauty Skin funciona, podem efetivamente substituir todo o colágeno que foi perdido. A suplementação de colágeno pode aumentar a força em torno de áreas de alto movimento da pele onde formam rugas. Fortalecer a estrutura da pele com a ingestão de colágeno, também resultará no fortalecimento das paredes dos poros, diminuindo a flacidez da pele.

Leia também: Skin renov preço

Benefícios do Beauty Skin
– Fortalece os cabelos e unhas;

– Hidratação e elasticidade da pele;

– Baixo valor calórico por porção;

– Componente essencial dos tecidos e sistema esquelético;

– Saúde das cartilagens e articulações.

Lift Gold Serum: Tudo sobre esse produto de “Efeito Cinderela”

Lift Gold Serum: Tudo sobre esse produto de “Efeito Cinderela”

Ficar com a pele lisinha, sem marcas de expressão, olheiras e rugas é o sonho de muitas mulheres de todas as idades, mas a maioria dos tratamentos é caro ou doloroso demais.

Com o Lift Gold Serum é possível ficar com a aparência até 15 anos mais nova instantaneamente, com um efeito rejuvenescedor que dura por até 8 horas. A aplicação é tão simples e rápida como uma maquiagem, e o efeito é tão incrível como um lifting.

Veja a seguir tudo que você precisa saber sobre esse produto anti-idade revolucionário desenvolvido pela Vivify Cosmetics e saiba onde comprar o seu agora mesmo.

O que é?
Lift Gold Serum é um produto anti-idade, ou seja, um produto que ajuda a suavizar os sinais do envelhecimento da pele, como as rugas e marcas de expressão, regenerando a sua pele instantaneamente.

Onde comprar?
Para comprar seu Lift Gold Serum você precisa acessar o site oficial do produto (ou pelo televendas pelo número que está no site), onde você vai poder assistir a um vídeo com todas as informações sobre ele e tirar todas as dúvidas que ficarem depois que você ler esse artigo.

Você também vai poder ver o depoimento de algumas usuárias que ficaram super satisfeitas com os resultados, além do depoimento de várias blogueiras conceituadas, que também aprovaram o Lift Gold Serum.

Como funciona Lift Gold Serum?
A fórmula exclusiva de Lift Gold funciona agindo como um detox instantâneo, reduzindo rugas e linhas de expressão em alguns segundos depois da aplicação, além de suavizar olheiras (tanto as mais escuras quanto as volumosas, com aquela bolsa embaixo dos olhos).

Sua fórmula tem ação Gravidade Zero, que também combate a flacidez com o “efeito lifting”, deixando a pele do seu rosto mais firme em poucos minutos, e deixando a sua aparência até 15 anos mais jovem por até 8 horas (podendo variar de pessoa pra pessoa).

Leia também: Skin renov é bom

O efeito do Lift Gold Serum é permanente?
Não. Ao contrário de vários produtos que prometem milagres permanentes sem poder cumprir, o fabricante do Lift Gold Serum deixa claro no site oficial que o efeito do Lift Gold Serum é mais aproximado ao de uma maquiagem que a de um tratamento, e que o seu efeito pode durar por até 8 horas.

Veja também um antes e depois desse produto:

Tem garantia?
Sim. Caso você não fique satisfeita com os resultados do Lift Gold Serum nos primeiros 30 dias de uso, basta enviar um email e pedir o seu dinheiro de volta, para ser reembolsada no valor integral que você pagou.

É uma garantia de satisfação oferecida pela fabricante, que tem certeza de que você vai adorar os resultados.

Qual a composição do produto?
Sua fórmula exclusiva usa o Progeline, um peptídeo biomimético capaz de realizar um lifting que dura até 8 horas, resultado de várias pesquisas realizadas pela empresa.

Quem pode usar Lift Gold Serum?
A fórmula exclusiva de Lift Gold Serum foi desenvolvida pensando na pele da mulher brasileira, e por isso esse produto contempla as particularidades de diferentes tipos e tons de pele. Além disso, ele é hipoalergênico e tem boa aceitação dérmica podendo ser usado por mulheres de todas as idades e tipos de pele diferentes.

Como usar?
Usar o Lift Gold Serum é muito fácil. Basta aplicar o creme dando leves batidinhas na pele para absorver melhor, esperar 5 minutos e pronto. Cada sachê rende uma aplicação, que é o suficiente para cobrir as olheiras, rugas e marcas de expressão do seu rosto.

O Lift Gold Serum não adiciona cor, e você pode usar maquiagem por cima sem problema nenhum, ou sair sem maquiagem, só com a pele rejuvenescida e lisinha!

Reputação no Reclame Aqui
Antes de comprar algum produto ou contratar um serviço pela internet, é importante verificar a sua reputação no Reclame Aqui, que é um site que faz a intermediação entre o consumidor e a empresa para resolver os problemas de forma mais ágil e fácil.

A reputação das empresas no Reclame Aqui pode melhorar ou piorar de acordo com a quantidade de reclamações atendidas e da satisfação do reclamante com a solução oferecida. Até o fechamento desse artigo, em Agosto de 2017, a Lift Gold Serum estava avaliada como uma ótima empresa, e tinha recebido 287 reclamações nos últimos 12 meses, com quase 96% delas resolvidas em até 1 dia, e onde quase 58% dos consumidores voltariam a fazer negócio com a empresa e a comprar os seus produtos, ficando satisfeitos com a solução dada pela empresa.

Colágeno hidrolisado Funciona??Onde comprar?

Colágeno hidrolisado

Se você está aqui é por quê provavelmente está procurando saber mais sobre o emagrecedor Colágeno hidrolisado, poderoso emagrecedor natural que irá fazer você emagrecer de uma vez por todas! Confira abaixo nossa avaliação sobre o produto.

Emagrecer nem sempre é uma tarefa fácil, na verdade é um sacrifício para a maioria das pessoas. Afinal de contas, certos exercícios e dietas rigorosas nem sempre dão aquele resultado que esperamos. E foi pensado em você que não consegue emagrecer de jeito nenhum, e sofre com o temido e famoso efeito sanfona, que surgiu o emagrecedor Colágeno hidrolisado! A melhor forma de emagrecimento do Brasil em 2017.

O QUE É O Colágeno hidrolisado?
É um poderoso emagrecedor natural que está dando o que falar na mídia, redes sociais e nos grupos de emagrecimento, principalmente depois que famosas e youtubers fizeram relatos sobre Colágeno hidrolisado e os resultados que conseguiram com este emagrecedor.

Pode ser que você tenha chegado até aqui após ver algum relato como este, e está buscando por mais informações.
Temos uma boa notícia, você está no lugar certo?

Leia também: Skin renov funciona

Ao chegar no final desta página você vai ter todas as informações necessárias sobre o Colágeno hidrolisado, emagrecedor 100% natural.

Antes de falar sobre o Colágeno hidrolisado, é importante você saber que há uma diferença grande entre medicamentos e suplementos naturais.

Alguns medicamentos famosos para emagrecer como SIBUTRAMINA pode oferecer diversos riscos para saúde, e por isso eles possuem restrição e em sua maioria são Tarja Preta.

Este não é o caso de Colágeno hidrolisado®? NÃO! Ele NÃO é um remédio mas sim um produto 100% natural que não oferece nenhum tipo de risco para sua saúde.

Colágeno hidrolisado FUNCIONA?

Sim! Com Colágeno hidrolisado as pessoas estão perdendo até 12 kg por mês com este emagrecedor:

Colágeno hidrolisado Funciona de verdade por que tem o poder de emagrecer de forma natural, e faz com que o metabolismo funcione de modo mais acelerado e com isso ele consegue eliminar a gordura e os resultados são quilos a menos.
Colágeno hidrolisado Funciona por que consegue sugar a gordura como uma esponja e retira-la do organismo pela urina e fezes, com isso você passa a ter um corpo mais saudável, de forma indolor e com menos peso.
Colágeno hidrolisado Mesmo e você vai dar adeus a celulite, vai reduzir a barriga, remodelar a silhueta, vai ter controle da ansiedade, efeito barriga chapada, emagrecimento natural, mais disposição e autoestima.
Colágeno hidrolisado Funciona de Verdade e pode ser a solução definitiva para a perda de peso até mesmo daquelas pessoas que não tem tempo ou detestam fazer exercícios físicos.

Colágeno hidrolisado E SEUS BENEFÍCIOS
Como informamos a ação do Colágeno hidrolisado é dividida em duas fórmulas e cada uma delas traz benefícios:

Deixa a Pele mais Firme e Rejuvenescida
Evita a Flacidez e o Surgimento de novas Estrias
Age no Combate a Gordura Localizada
Dissolve a Celulite e ajuda no Extermínio de Estrias

Colágeno hidrolisado EMAGRECE MESMO
Sim! Colágeno hidrolisado emagrece de verdade mesmo, sua composição, através de componentes naturais, com ação cientificamente comprovada, gera os melhores ações que levam ao emagrecimento. Aumentar o gasto calórico e reduzir a ingestão de calorias, ou seja, controlar o apetite é a formula do emagrecimento e Colágeno hidrolisado faz isso para você.

EM QUANTO TEMPO VOU EMAGRECER USANDO Colágeno hidrolisado
Os resultados vão variar de pessoa para pessoa, pois cada organismo é único e o metabolismo muda. Mas é certo de que o uso Colágeno hidrolisado apresentará resultados, que você irá notar, em algumas semanas de uso contínuo e correto.

COMO TOMAR Colágeno hidrolisado
Você deve ingerir uma cápsula de Colágeno hidrolisado antes do café e outra antes do almoço e ingerir uma cápsula antes de jantar e outra antes de dormir. Fazer o uso correto do produto é importante para os resultados.

Colágeno hidrolisado TEM EFEITOS COLATERAIS?
O emagrecedor não causa efeitos colaterais, porque é totalmente natural. Mas você deve sempre respeitar a dose diária indicada e as instruções de uso, mesmo produtos naturais consumidos de forma errada e em excesso podem fazer mal.

Colágeno hidrolisado também não tem contraindicações, qualquer pessoa pode tomar. Mas atenção: gestantes, crianças, pessoas enfermas e pessoas que fazem uso de medicação controlada devem consultar um médico antes de começar a usar o produto.

VAI ATRAPALHAR O EFEITO DO MEU ANTICONCEPCIONAL?
Colágeno hidrolisado não interfere no efeito do anticoncepcional, pode ser consumido sem preocupação em relação a isso.

É APROVADO PELA ANVISA ?
Sim! Colágeno hidrolisado é aprovado pela Anvisa e registrado no Ministério da saúde. Os números de inscrição são:

Anvisa:
Ministério da saúde:

ONDE COMPRAR Colágeno hidrolisado?
O ambiente mais seguro por você comprar este produto, sem correr o risco de ganhar um produto falsificado ou simplesmente não receber é pelo SITE OFICIAL.

Salientando que comprando a partir do website oficial você terá a sensatez de estar adquirindo um item 100% original e com garantia caso ele não cumpra com suas expectativas.

ENCONTRO PARA COMPRAR EM FARMÁCIAS?
Não! O produto ainda só é vendido no Site Oficial, pelo fabricante

Colágeno hidrolisado RECLAME AQUI
Algo que eu sempre faço antes de comprar qualquer produto é conferir a reputação dele no site do Reclame Aqui.

Por isso conferi o Colágeno hidrolisado no Reclame Aqui e confirmei que não havia nenhuma reclamação, depois disso tive certeza que era um produto de alta confiança e que valeria a pena confiar.

Colágeno hidrolisado COMPRAR NO MERCADO LIVRE
Não arrisque comprar pelo Mercado Livre. Como qualquer um pode vender através da plataforma, você correra um alto risco de adquirir um produto falsificado que não vai trazer resultados e pode causar danos irreversíveis a sua saúde. Se tem mesmo interesse no produto, compre diretamente do fabricante no Site Oficial.

CONCLUSÃO – VALE A PENA COMPRAR Colágeno hidrolisado?
Sim! Vale a pena porque este é um produto natural, testado cientificamente e que faz você emagrecer sem prejudicar sua saúde e causar efeitos colaterais. Além disso, ele é autorizado pela Anvisa, o que é muito importante e comprovada a segurança do seu consumo.